Extrato de própolis e suas propriedades essenciais em tempos de pandemia

A busca por extrato de própolis e derivados do mel aumentou 30% durante a pandemia de Covid-19, segundo a Federação Mineira de Apicultura (Femap). Essa demanda tem aumentado pelo fato do produto ser muito conhecido pelos brasileiros e contar com propriedades antivirais, capacidade de regular o sistema imunológico, oferecer proteção ao organismo contra infecções (bacterianas, virais e fúngicas) e ainda ter ação anti-inflamatória.

Pesquisas recente inclusive reforça que aqueles que adotam esse hábito nos seus cuidados diários com a saúde estão no caminho certo.

Com tanta expressividade no cenário atual, cresce o interesse em entender melhor as funcionalidades e benefícios do extrato de própolis para a saúde.

Importante destacar que o própolis é encontrado em diferentes formas farmacêuticas, na forma de extrato seco em cápsulas e extrato aquoso ou alcoólico, em gotas.

O extrato de própolis pode ser usado em tratamento ou prevenção, ingerido, aplicado diretamente na pele ou diluído, de acordo com a indicação do profissional de saúde.

 Diferença entre a própolis e o extrato

A própolis é uma substância naturalmente produzida pelas abelhas, a partir da seiva das árvores, e serve como um revestimento e proteção da colmeia.

O extrato de própolis é uma forma “purificada” da própolis in natura. A formulação pronta, que está disponível para compra, como o extrato de própolis – Propovit (produto com a qualidade Bionatus), que contém o que é ativo na composição e benéfico para o organismo humano.

Análises clínicas mostram que o extrato de própolis pode ser bastante eficaz ao combater doenças no corpo humano.

 Efeitos positivos da própolis

A seguir cinco benefícios à saúde, todos importantes para a melhoria de quadros de Covid-19.

  • É antiviral:o extrato de própolis impede a atividade microbiana, por isso, é eficaz no tratamento de quadros virais e bacterianos, como gripes, resfriados e dores de garganta.
  • Aumenta a imunidade:aciona a atividade imunorreguladora, tão buscada em época de pandemia. Além das gripes e resfriados, previne doenças que podem ser decorrentes de baixa imunidade.
  • Ação anti-inflamatória:tem demonstrado ser capaz de aliviar a inflamação localmente, mas também em todo o organismo. Por esse motivo, o extrato de própolis tem sido muito utilizado para tratar a dor de garganta, gripe, sinusite e amigdalite e ajudar a tratar problemas respiratórios.
  • Atividade antioxidante:neutraliza os danos causados pelos radicais livres e, com isso, traz a ação antienvelhecimento para pele e tecidos. Auxilia também a diminuir os depósitos de gorduras nas veias e artérias. Atua na prevenção de doenças cardiovasculares e degenerativas, como Alzheimer e Parkinson.
  • Proteção renal: estudos clínicos comprovam a proteção que o extrato de própolis oferece aos rins.

Conheça os tipos de própolis do mercado

Ao todo, são 12 tipos de própolis existentes. Isso acontece por ser um produto de origem natural, que depende do clima, da fauna e da flora brasileira e, portanto, é variável.

Existem três categorias mais conhecidas:

Própolis verde, encontrada somente no território brasileiro; é proveniente do alecrim do campo (Baccharis dracunculifolia). Conhecido pelas suas propriedades antimicrobiana, antioxidante, anti-inflamatória, imunomodulatória, cicatrizante, anestésica, anticâncer e anticariogênica.

Própolis marrom, um dos tipos mais comuns no mundo, tem origem em muitas plantas. Apresenta efeitos antioxidantes e antimicrobianos.

Própolis vermelha, disponível em algumas regiões, vem de uma planta conhecida como rabo de bugio (Dalbergia ecastophyllum (L) Taub). Possui compostos fenólicos importantes e apresenta efeitos antitumorais e antioxidantes.

Todas elas podem ser uteis á saúde, mas existem diversos estudos clínicos em andamento, e isso é o que as diferencia atualmente: a comprovação científica.

Efeitos positivos no tratamento da Covid-19, segundo estudo clínico.

Aprovado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP), o estudo clínico aplicou condutas distintas a três grupos de pacientes internados em função da Covid-19. Um dos grupos contava com pacientes que foram submetidos ao tratamento hospitalar padrão para a doença, e os outros dois com pessoas que receberam diferentes dosagens de extrato de própolis.

Os resultados mostraram que o tempo de recuperação dos pacientes que receberam a própolis foi mais rápido, pois seu período de internação foi 50% menor. Além disso, os que tiveram acesso ao produto apresentaram índice menor de lesão renal aguda.

Vale mencionar que os pacientes que receberam a própolis não apresentaram necessidade de diálise e mostraram uma tendência de precisar menos de intubação, diferentemente dos que tiveram o tratamento padrão.

Por tantos benefícios pra nossa imunidade, vale muito a pena iniciar sua suplementação diária com Propovit – Bionatus (apresentação em blister com 60 cápsulas, frasco com 30ml e xarope 120ml).

 Na Bioflora e na Bionatus, temos o compromisso de contribuir com a melhoria da saúde e bem-estar do consumidor. 

Eliane Campos – Farmacêutica Bioflora

Intestino é considerado nosso “segundo cérebro”!!!

O cérebro é o principal órgão do nosso sistema nervoso. Extremamente complexo, é responsável por nossas funções motoras, além de nossa capacidade de aprendizado e percepção.

O que muita gente não sabe é que existe outro órgão do nosso corpo que também carrega bilhões de neurônios e dezenas de neurotransmissores: o nosso intestino!

O intestino é considerado o “segundo cérebro” porque ele tem meio bilhão de neurônios e mais de 30 neurotransmissores.

Diferente de qualquer outro órgão do nosso corpo, o intestino pode funcionar sozinho, sem que o cérebro tenha que “comandar” alguma ação. Isso ocorre através do sistema nervoso entérico (SNE), que possui seus próprios circuitos neurais, controlando diretamente o sistema digestivo.

Embora funcione de forma independente, ele se comunica com o sistema nervoso central (SNC) através dos sistemas simpático e parassimpático.

É no intestino que acontecem etapas importantes da digestão:

  • Absorção de alimentos e a formação do bolo fecal;
  • Órgão produz neurotransmissores e hormônios importantes para o funcionamento do organismo;
  • A flora intestinal também está envolvida em diversos processos fisiológicos, como a imunidade e homeostase (estabilidade necessária ao organismo para realizar atividades básicas).

É fato que o bom funcionamento do intestino melhora o humor, isso porque ele é responsável por produzir 50% de toda a dopamina e 80% a 90% da serotonina (neurotransmissor relacionado a sensação de bem-estar e prazer), presentes no organismo.

70% das células do nosso sistema imunológico vivem no intestino, isso torna a saúde do nosso intestino a chave para nossa imunidade às doenças.

 

A Microbiota Intestinal

Mesmo que você nunca tenha ouvido falar sobre microbiota intestinal, é bem provável que você já escutou o termo Flora Intestinal. Essas são nomenclaturas para se referir à população de micro-organismos encontrados no sistema digestivo.

As bactérias estão presentes em vários locais do corpo humano. Só no nosso intestino são cerca de 100 trilhões convivendo conosco, o que representa de 1 a 1,5 kg do peso corporal. Dentre essa enorme quantidade, existem aquelas que podem ser nocivas ao organismo (“bactérias ruins”) e também as conhecidas “bactérias do bem”, que atuam como verdadeiras aliadas da saúde humana.

Essas “bactérias do bem” são importantes por controlarem a multiplicação das “ruins” garantindo o equilíbrio da flora. Além disso, exercem outras funções importantes para a manutenção do intestino saudável e do funcionamento normal do nosso sistema imunológico.

E entre os benefícios da ingestão dessas “bactérias do bem”, estão:

  • Menores níveis de ansiedade e estresse;
  • Melhora no humor e disposição;
  • Maior produção de vitaminas K, B12 e B6;
  • Menores chances de desenvolver problemas neurológicos;
  • Maiores níveis de concentração.

 

Prebióticos e Probióticos

Os probióticos são as bactérias benéficas do nosso organismo e os prebióticos são as fibras utilizadas por essas bactérias”.

Uma das maneiras mais comuns de obter essas “bactérias do bem” tão importantes para o seu corpo é através do consumo de suplementos probióticos.

Probióticos como a Levedura de Cerveja (Blue Planet- Bioflora), que é uma levedura proveniente do fungo Saccharomyces cerevisiae, utilizada como suplemento nutricional, tem grande quantidade de fibras e é rico em vitaminas do complexo B, promovendo diversos benefícios à saúde.

Benefícios dos probióticos:

  • Melhora o funcionamento intestinal;
  • Fortalece do sistema imune;
  • Regula os níveis de açúcar;
  • Minimizam inflamações;
  • Promove a perda de peso;
  • Auxilia no controle do colesterol e pressão arterial;
  • Melhora o rendimento físico;
  • Auxilia no humor e disposição.

O psyllium (fibra natural) presente em nossos produtos, 30 Ervas Gold (Eurolabs- Bioflora) e no Café Funcional Slim Fit (Linha Bioblend Coffees-Bioflora), atua como um alimento prebiótico, servindo como combustível para as bactérias boas que convivem conosco.

 

Alguns caminhos possíveis para melhorar sua saúde intestinal e o seu microbioma:

  • Siga uma dieta alimentar variada/sortida, para diversificar o microbioma intestinal;
  • Reduza o nível de estresse (introduza atividade física a rotina);
  • Evite o uso de álcool, cafeína e comidas apimentadas;
  • Durma melhor: um estudo mostrou que, se você muda ou interrompe o relógio biológico alterando seus padrões de sono, também prejudica seu intestino.

A frequência de evacuações é algo bastante individual, mas dois fatores devem ser observados, a frequência baixa de evacuações e/ou dificuldade para evacuar. Se apesar de seguir as recomendações de hidratação, alimentação e suplementação com fibras (30 Ervas Gold) e probiótico (Levedura de Cerveja), se o problema persistir, um especialista deve ser consultado.

Ter um intestino saudável não traz apenas benefícios para o seu corpo, mas também para a sua mente.

Eliane Campos – Farmacêutica  CRF 42.385

www.bioflora.com.br

 

 

 

Suplementos Vítamínicos Poderosos para Imunidade

Spirulina – Super Alimento

A Spirulina está entre os suplementos alimentares mais nutritivos disponíveis.

Suplementar spirulina reforça a imunidade. Esta é a conclusão principal de praticamente todas as pesquisas até agora realizadas. Vários estudos demonstraram a capacidade da spirulina em multiplicar e ativar os macrófagos (células de defesa). Além disso, ela induz a produção de anticorpos e ativa igualmente os leucócitos. Pesquisas referendam, portanto, a spirulina como um agente imunomodulador, ativando o sistema imunológico e assim reforçando sobremaneira o corpo a se manter saudável.

Além desses extraordinários benefícios acima, a spirulina também é rica em proteínas, aminoácidos, ferro, zinco e vitaminas A, B, D e E. Também é efetiva no emagrecimento, ganho de massa muscular, redução de inflamações e melhora no controle da glicemia, colesterol e triglicerídeos. Por essa razão, está entre os alimentos utilizados pela NASA em missões espaciais.

Ômega 3 – Referência em Suplementação

O ômega-3 é um tipo de gordura insaturada que o organismo humano não consegue sintetizar, ou seja, produzir. Por isso, é classificado como um ácido graxo essencial, também chamado de óleo essencial.

Para obter os benefícios do ômega-3, deve-se suplementar, já que os peixes disponíveis no mercado são na sua maioria criados em cativeiro e não de aguas profundas e frias o que garante suas propriedades. Ele é indispensável para a mente e importante para o coração.

É uma “gordura boa” indicada para a saúde de gestantes e seus bebês e, ainda, contribui para o funcionamento adequado do sistema imunológico.

O  ômega-3 é considerado um nutriente imunomodulador. Isso porque auxilia na regulação de algumas células do sistema imune e tem ação de diminuir citocinas.

As citocinas são produzidas por células do sistema imune a fim de ativar, mediar ou regular a resposta imune total.

Ou seja, o ômega-3 ajuda a manter seu sistema imune fortalecido e assim evitar doenças indesejáveis.

Óleo de Alho – Potencial Antimicrobiano e Antiviral

Uma das melhores maneiras de ativar seu sistema imunológico é suplementar do Óleo de Alho, pois ele é fonte de alicina, componente biológico mais ativo no alho, a principal responsável por inibir o crescimento e a multiplicação de bactérias, vírus e fungos. Além disso, atua na redução do colesterol e da pressão sanguínea, por ser anticoagulante natural.

As cápsulas de alho criam um efeito imunomodulador no organismo, o que faz com que haja um aumento das células de defesa, as quais atuam combatendo infecções por microrganismos.

Vitamina C – Indispensável para o Sistema Imune

Vitamina C é provavelmente um dos mais conhecidos de todos os micronutrientes. Ela ajuda o seu corpo a manter seu sistema imunológico em dia. Nosso corpo não produz Vitamina C ou nem sempre conseguimos manter nossa alimentação adequada, portanto algumas vezes pode ser bom garantir a dose diária pela ingestão de suplementos de Vitamina C.

Vitamina C ajuda o sistema imunológico do seu corpo a funcionar normalmente. Como um antioxidante, Vitamina C também contribui para a proteção de suas células. Vitamina C também contribui para a formação normal de colágeno; colágeno faz parte da estrutura de seus ossos, dentes, gengivas e pele. Vitamina C atua para ajuda-los a se manterem saudáveis.

Zinco  – Mineral Essencial ao organismo

Zinco é um mineral, e assim como a Vitamina C, ajuda o sistema imunológico, na proteção de células contra o estresse oxidante. É o zinco quem suporta a comunicação entre células imunológicas, ajudando o corpo a montar uma resposta apropriada e eficiente contra possíveis invasores. Apesar de ser essencial para nosso sistema imunológico, nós não produzimos Zinco. Zinco é encontrado em vários alimentos (carne, peixe, leite, laticínios e cereais), bem como em alguns suplementos vitamínicos.

Vitamina D – Fundamental para nossa Defesa

Vitamina D tem um papel importante no sistema imune, bem como auxilia o corpo em vários outros processos. Ele ativa células imunológicas permitindo que o corpo se defenda de invasores de forma rápida e eficaz. A Vitamina D é basicamente formada através da ação da luz ultravioleta solar na pele, e por isso, todo indivíduo precisa de um nível exposição solar, para produzirmos a Vitamina D. Porém, em nossa rotina corrida, nem sempre é possível obter sua dose diária de luz solar. Dessa forma, você também pode obtê-la através de suplementos.

Vamos aproveitar esse momento atual para criar hábitos e um estilo de vida mais saudável e feliz!

Eliane Campos – Farmacêutica – CRF 42385

www.bioflora.com.br

 

Nosso Sistema Imune

O sistema imunológico é o conjunto de defesas do seu corpo contra bactérias e vírus prejudiciais. Mais que nunca, queremos ter um sistema imunológico forte para combater infecções.

Um sistema imunológico saudável depende de bons hábitos, como uma dieta balanceada, exercícios regulares e suplementação vitamínica.
Responsável pelas defesas naturais do nosso organismo, o sistema imunológico virou o centro das atenções em tempos de coronavírus. Combatê-lo depende inicialmente da capacidade de resposta de cada indivíduo à doença, conhecida como covid-19.

Sendo assim, mesmo que não impeça de contrair a doença, ter uma imunidade em dia é vital para ajudar na luta contra a infecção e na recuperação do doente.

06 sinais potenciais de imunidade enfraquecida

 

  1. Stress. Você pode perceber que depois de um grande projeto ou uma forte experiência emocional você pode algumas vezes ficar doente. Isso acontece porque o corpo produz cortisol (o hormônio do estresse). O stress prolongado pode afetar o desenvolvimento de células imunológicas em seu corpo, afetando a imunidade para combater certas infecções.
  2. Infecções frequentes (resfriado e/ou gripe). Múltiplos resfriados e/ou gripes anualmente podem ser sinais de imunidade enfraquecida. Quando você pega uma gripe, seu sistema imunológico entra em sobrecarga, pois ele precisa produzir anticorpos em ritmo acelerado.
  3. Cansaço e fadiga. Se você está sentindo cansaço independente da sua quantidade de sono, pode ser um sinal de imunidade enfraquecida.
  4. Dificuldades no peso. Se seu peso não for saudável para sua altura (ou seja, você estiver com sobrepeso ou abaixo do peso), você pode comprometer sua imunidade. Quando você tiver com sobrepesoo aumento de células de gordura pode levar a um aumento das células imunológicas que secretam certas substâncias químicas, causando uma inflamação crônica que pode afetar a capacidade do corpo de absorver nutrientes essenciais. Se você estiver abaixo do peso com deficiência nutricional, seu sistema imunológico estará certamente enfraquecido, seus ossos podem estar mais frágeis e você pode se sentir cansado todo o tempo. Nenhum dos extremos é bom para sua saúde imunológica.
  5.  Feridas podem levar mais tempo para cicatrizar. O motivo para esse aumento de tempo de cicatrização pode ser uma inflamação crônica, ou até mesmo a idade uma vez que seu sistema imunológico fica enfraquece após o início da vida adulta.
  6. Problemas na barriga. Se bactérias “boas e más” em seu estômago ficarem desequilibradas, isso poderá levar o seu sistema imunológico a entrar em sobrecarga. Isso por sua vez pode levar à diarreia, constipação e gases. Muitas vezes isso devido a baixos níveis de bactéria “boa” encontradas em nosso sistema digestivo.

Como fortalecer a imunidade

Comece por adotar bons hábitos saudáveis ao seguir algumas regras simples!

  • Para evitar infecçõeslave suas mãos regularmente com sabão e água, e use álcool gel. Evite tocar nos olhos, nariz e boca com mãos não lavadas, não compartilhe objetos pessoais.
  • Coma saudavelmente, uma dieta balanceada contendo muitas frutas e verduras frescas. Isso ajudará a fornecer as vitaminas e minerais que seu corpo precisa para uma função imunológica saudável. Suplemento vitamínico auxilia a restaurar os níveis de micronutrientes saudáveis em seu corpo.
  • Faça exercícios regularmente para reduzir stress e melhorar a circulação, ambos fatores importantes para a função imunológica saudável.
  • Tenha um sono de qualidade. Tente dormir 8 horas de sono todas as noites e observe seu sistema imunológico se recuperar mais rápido.
  • Reduza estresseSe você achar que exercícios regulares e uma rotina de sono saudável não são suficientes para reduzir seus níveis de stress tente métodos de relaxamento, leituras edificantes, tempo em meio a natureza e a luz solar.

Eliane Campos – Farmacêutica – CRF 42385

www.bioflora.com.br

Triptofano – O Aminoácido da Felicidade

O triptofano, ou 5-HTP, é um aminoácido essencial que aumenta a produção de serotonina no sistema nervoso central.

A serotonina é um neurotransmissor importante que regula o humor, o apetite e o sono, sendo muitas vezes utilizado para tratar casos de depressão ou ansiedade.

Além disso, a serotonina pode ainda ajudar no controle do intestino. Esse neurotransmissor é encontrado em grandes quantidades em partes do sistema digestório, como estômago e intestino.

Dessa forma, o triptofano é utilizado como um suplemento alimentar para ajudar no tratamento de estresse e hiperatividade em crianças, assim como para tratar distúrbios de sono ou a depressão, leve a moderada, em adultos.

Triptofano: Benefícios

O triptofano é um aminoácido essencial que participa em diversas funções metabólicas, servindo para:

  • Combater a depressão;
  • Controlar a ansiedade;
  • Aumentar o humor;
  • Melhorar a memória;
  • Aumentar a habilidade de aprendizagem;
  • Regular o sono, aliviando os sintomas de insônia;
  • Ajudar a controlar o peso.

Os efeitos e, consequentemente, benefícios do triptofano acontecem porque este aminoácido ajuda a formar o hormônio serotonina que é essencial para evitar distúrbios resultantes do stress como depressão e ansiedade. Além disso, o triptofano é utilizado para tratar a dor, bulimia, deficit de atenção, hiperatividade, fadiga crônica e TPM.

O hormônio serotonina ajuda na formação do hormônio melatonina que regula o ritmo o relógio biológico interno no organismo, melhorando a qualidade do sono, já que a melatonina é produzida durante a noite.

Triptofano tem efeitos colaterais?

O excesso de triptofano acontece apenas com a ingestão exagerada de suplementos desta substância. Isso porque a quantidade desse aminoácido nos alimentos não tem a capacidade de causar esse efeito.

Mulheres grávidas ou que amamentam, assim como pessoas que utilizam antidepressivos devem consultar o médico antes de iniciar a suplementação com triptofano (5-HTP).

O excesso junto com algumas medicações pode estar relacionados com o surgimento da síndrome serotoninérgica.

 Mas o que é Síndrome serotoninérgica?

A síndrome serotoninérgica acontece com a estimulação excessiva de receptores de serotonina no SNC. Isso é possível ao se associar certos tipos de medicamentos com o triptofano (dosagem excessiva).

O excesso de triptofano faz mal?

Muitas substâncias, por mais que tragam benefícios, seu excesso não é recomendado. Isso pode acontecer com qualquer tipo de composto, até mesmo com esse aminoácido.

Quando se toma o suplemento em excesso, podem aparecer alguns efeitos colaterais, como azia, dor no estômago, enjoos, náuseas e até vômitos. Muitas vezes, o seu excesso pode causar ainda a perda de apetite, tontura, cefaleia (dor de cabeça), fraqueza muscular e diarreia.

Onde encontrar Triptofano

Está presente na maioria das proteínas. Particularmente rico na aveia, laticínios, banana, e castanhas. São só alguns exemplos de alimentos com triptofano. Porém a ingestão mesmo que diária desses alimentos, não garante a quantidade necessária que cada organismo precisa para compensar sua deficiência.

O triptofano também pode ser encontrado como suplemento alimentar em cápsula, comprimido ou pó, sendo comercializados em lojas como a Bioflora Produtos Naturais ou através do site bioflora.com.br

Triptofano ajuda a emagrecer?

Sim! O triptofano ajuda no processo de emagrecimento porque, por produzir serotonina, ajuda a controlar a ansiedade que conduz muitas vezes ao consumo compulsivo e descontrolado de alimentos. A redução da síntese de serotonina tem sido associada ao aumento do apetite por carboidratos.

A alimentação está muitas vezes associada aos sentimentos, assim em estados de ansiedade e depressão podem se consumir alimentos que dão mais prazer e que são mais calóricos como o chocolate que ajuda a elevar a produção de serotonina e a sensação de prazer.

Se durante a alimentação diária se ingerir alimentos fonte de triptofano a necessidade de compensar a produção de serotonina com a ingestão exagerada de alimentos calóricos será menor é por isso que se relaciona a ingestão de triptofano ao emagrecimento.

Deficiência do Triptofano no organismo
A deficiência deste aminoácido está relacionada com as deficiências da serotonina no organismo. Então, o organismo tem uma maior probabilidade de ter:
– Insônia;
– Depressão;
– Agressividade;
– Falta de concentração.

A ansiedade e hiperatividade também pode aparecer. A falta desse aminoácido em crianças pode prejudicar o crescimento e desenvolvimento.

O Triptofano em forma de suplemento

Pessoas com ansiedade, depressão e problemas com sono podem ser beneficiadas com esse suplemento, pois muitas vezes a alimentação não é suficiente para suprir esse aminoácido e aliviar sintomas.
Porém, verifique antes com seu profissional de saúde.

 Triptofano: Onde comprar

Lojas de produtos naturais físicas ou online são as responsáveis pela venda. Procure sempre uma loja confiável, que possui produtos legalizados.

A Bioflora é uma loja de produtos naturais confiável e que apresenta sempre os melhores produtos e preços.

www.bioflora.com.br

Eliane Campos – Farmacêutica – CRF 42385

Cártamo – Descubra os Poderes Dessa Planta!

O óleo de cártamo é extraído das sementes da planta Carthamus Tinctorius. É mais conhecida como Açafrão-bastardo ou Cártamo. Possui flores amarelas ou alaranjadas e muitos ramos.

O extrato do Cártamo, é muito famoso porque o óleo obtido desta planta é capaz de auxiliar a dieta e a manutenção do peso.

E quando falamos de saúde, não é qualquer óleo que pode ser recomendado. Dessa forma estudos provam que existem gorduras boas como os ácidos graxos fundamentais para o corpo que, quando ingeridos na quantidade certa, ajudam a acelerar o metabolismo.

O Óleo de Cártamo é considerado um complemento saudável para uma dieta equilibrada por conter gorduras boas para o organismo. Possui altos teores de ácido graxo poli-insaturado (ômega 6) e de ácido oleico monoinsaturado (ômega 9), que são essenciais para o organismo.

Óleo de Cártamo e o ômega 6

O nosso organismo não produz ômega 6 , que é um ácido graxo poli-insaturado essencial ao organismo.

A quantidade diária recomendada de ômega 6 deve ser inferior à quantidade de ômega 3, pois o ômega 6 impede a absorção do ômega 3, fazendo com que haja maior risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Óleo de Cártamo e o ômega 9

O óleo de cártamo  tem cerca de 30% de ômega 9. Esta gordura é monoinsaturada e ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares, derrames, tem ação anti-inflamatória e contribui para aumentar os níveis do colesterol bom, HDL, e diminuir o ruim, LDL.

Benefícios do Óleo de Cártamo

  • Controle do Colesterol: Auxilia no controle do colesterol. Esta lipoproteína é a principal carregadora de colesterol do sangue para células. Este benefícios ocorrem devido à composição que inclui os fitoesterois e o ômega 9.
  • Redução do Triglicérides: O óleo de cártamo ajuda a reduzir os níveis de triglicérides por ser rico em ômega 9.
  • Ação antioxidante: A vitamina E presente no óleo de cártamo faz com que ele tenha forte ação antioxidante e anti-inflamatório. Assim, o alimento contribui para proteger as células contra a ação dos radicais livres, retardar o envelhecimento e diminuir o risco de doenças.
  • Saciedade: O óleo de cártamo retarda o esvaziamento gástrico, aumentando o tempo de saciedade. Assim, se reduz a vontade de comer carboidratos, açúcares ou mesmo se alimentar excessivamente.
  • Controle do Diabetes: Pesquisas mostram que o óleo de cártamo reduz os níveis de açúcar no sangue em jejum.
  • Queima gordura: Devido a presença do ômega 6, o óleo de cártamo contribui para a queima da gordura abdominal. Quando o ômega 6 acelera a queima da gordura marrom, o corpo busca energia na gordura branca localizada na barriga, cintura e quadril.

É aconselhado consultar um nutricionista, especialmente quando se sofre de alguma doença inflamatória, para adaptar a dieta e evitar o consumo excessivo de ômega 6 em relação ao ômega 3.

Eliane Campos – Farmacêutica – CRF 42385

 

BERINJELA X COLESTEROL

 

Origem

A berinjela, botanicamente classificada como Solanum melongena L., pertence à família Solanaceae. É originária da Índia e foi introduzida no Brasil no século XVI pelos portugueses.

Por conter em sua composição substâncias com supostas ações terapêuticas, a berinjela (Solanum melongena L.) tem sido citada por diversos autores como um dos vegetais que podem ser classificados como alimento funcional.

Os alimentos funcionais apresentam substâncias com distintas funções biológicas denominadas compostos bioativos que são capazes de modular a fisiologia do organismo, garantindo a manutenção da saúde.

Poder Nutricional

A berinjela é um vegetal com alto teor de água e baixo de proteínas, é rica em

  • fibras e cálcio
  • fósforo e potássio
  • vitamina C  e  vitamina A
  • tiamina e riboflavina
  • niacina e magnésio
  • saponinas
  • compostos fenólicos e glicoalcalóides.

As antocianinas que conferem à casca uma cor púrpura são os compostos responsáveis pelas propriedades antioxidantes atribuídas ao fruto. O grande interesse pela berinjela é a sua possível redução do colesterol; e este pode ser atribuído também pelo elevado teor de fibras totais que possui na sua casca podendo ser um grande auxiliar no tratamentodo colesterol. Sendo pouco mais da metade representado pela fibra alimentar solúvel

Pesquisas sobre a Berinjela

Alguns estudos sugerem que os polifenóis, saponinas, esteróides e flavonóides presentes na berinjela também são os possíveis responsáveis por sua ação na redução do colesterol sérico. Outros componentes, além das fibras, como as vitaminas B3 (niacina) e a vitamina C, também parecem exercer alterações benéficas sobre o metabolismo de lipídeos.

A redução do colesterol tecidual não deve estar relacionada apenas com a diminuição do colesterol plasmático, mas também com o efeito antioxidante sobre as lipoproteínas de baixa densidade (LDL).

Compostos bioativos presentes na berinjela e suas ações:

Polifenóis: ( Antioxidantes) – Reagem com os radicais livres e restringem seus efeitos maléficos ao organismo: oxidação de LDL, danos ao DNA, adesão plaquetária e inflamação sistêmica.
Glicoalcalóides: ( Agente que diminui a concentração do colesterol) – Inibem a conversão enzimática de di-idrolanosterol em colesterol.
Saponinas ( Reduz a concentração do colesterol ) – Aumentam a excreção fecal de sais biliares.
Fibras: (Prevenção da obesidade/ Diminuição do colesterol  e de LDL/ Efeito hipoglicemiante)

  • Aumentam o tempo de esvaziamento gástrico
  • Estendem a sensação de saciedade.
  • Aumentam a excreção de ácidos biliares e diminuem a absorção de lipídeos.
  • Promovem alterações na estrutura da mucosa intestinal, levando à diminuição da absorção de glicose.

Os compostos bioativos compreendem substâncias não-nutrientes, que possuem ação metabólica ou fisiológica. São eles: flavonóides, alcalóides, triterpenos, catequinas, antraquinonas, taninos, entre outros, constituintes extra nutricionais que apresentam-se em pequenas quantidades nos alimentos.

www.bioflora.com.br

 

A Importância das Vacinas

A importância da vacina está no fato de que ela oferece proteção contra doenças infecciosas que vitimaram populações inteiras em outras épocas e por incrível que pareãça, atualmente também!

Com agem as vacinas?

As vacinas servem para estimular o sistema imunológico. Ao serem aplicadas, elas introduzem vírus ou bactérias inativas no organismo e fazem com que o sistema imunológico reconheça agentes que causam doenças produzindo anticorpos que evitam as moléstias causadas por esses microrganismos.

Eficácia das vacinas

A vacinação tem eficácia comprovada, prevenindo doenças e em alguns casos erradicando-as, como é o caso da poliomielite, que não existe no Brasil desde o início dos anos 90 devido às políticas de prevenção do Sistema Único de Saúde.

A maioria das doenças evitáveis ​​pela vacina é transmitida de pessoa para pessoa. Se uma pessoa em uma comunidade contrai uma doença infecciosa, ela pode transmiti-la para outras pessoas que não estão imunes. Mas uma pessoa que é imune a uma doença porque foi vacinada não pode pegar essa doença e não pode transmiti-la a outras pessoas. Quanto mais pessoas forem vacinadas, menos oportunidades uma doença terá de se espalhar.

Nos séculos passados, doenças como coqueluche, poliomielite, sarampo, Haemophilus influenzae e rubéola atingiam centenas de milhares de bebês, crianças e adultos nos Estados Unidos. Milhares morreram todos os anos por causa deles. À medida que as vacinas foram desenvolvidas e se tornaram amplamente utilizadas, as taxas dessas doenças diminuíram e a maioria delas quase desapareceu.

Assim, quando se fala em para que servem as vacinas, deve-se ter em mente tanto a proteção individual quanto a coletiva, pois altas taxas de imunização da população podem levar à extinção da doença.

Atualmente, existem mais de 50 tipos de vacinas diferentes, como aquelas que protegem contra gripe, caxumba, coqueluche, difteria, febre amarela, HPV, paralisia infantil, rubéola, sarampo, tétano e tuberculose.

Apesar de parecer, muitas vezes, impossível proteger toda a população, a imunização tem dado resultados no Brasil e no mundo. Em nosso país, já ocorreu a erradicação da poliomielite e da varíola graças à utilização de vacinas.Além disso, segundo a Fundação Oswaldo Cruz, ocorreu a eliminação da circulação do vírus autóctone do sarampo em 2000 e da rubéola desde 2009. Outras doenças também tiveram seus casos reduzidos, como é o caso do tétano neonatal.

Referências:

http://www.blog.saude.gov.br/

https://www.cdc.gov/mmwr/preview/mmwrhtml/mm6236a2.htm

 

 Bolo de Legumes de Farinha de Aveia – Saudável e Nutritivo

Que tal incluir aveia na dieta? Ela é ótima para ajudar na saciedade e o no processo de emagrecimento. A aveia é um cereal que  possui índice glicêmico baixo, ou seja, o carboidrato é absorvido aos poucos pelo organismo.

Ingredientes

Massa:

  • 02  1/2 xicaras de farinha de aveia;
  • 01 ovo;
  • 01 fio de óleo (se possível de coco);
  • Sal gosto ou tempero pronto;
  • 01 colher (sopa) de fermento em pó;
  • ervas a gosto (orégano, manjericão, cominho…);
  • 01 xícara de legumes (cenoura, vagem, chuchu, ervilha, milho…) cozidos e picados ou 1 lata de seleta de legumes;
  • 01 salsicha picadinha;
  • leite morno até dar ponto na massa.

Modo de Preparo

  1. Numa tigela coloque a farinha de aveia, sal, fermento, mexa bem, acrescente o fio de óleo, o ovo e aos poucos o leite suficiente para formar uma massa consistente (tipo pão batido), acrescente a salsicha e os legumes , mexa bem.
  2. Unte e polvilhe com assadeira, despeje a massa e leve ao forno até dourar, +/- 35 minutos depende do forno.

Bom apetite!

Faça o bolo de legumes e marca a gente na #biofloraoficial

Vamos adorar saber que você fez!😋

 

 

 

 

Você conhece o levedo de cerveja?

 

O levedo de cerveja é um fermento inativo resultante do processo de fermentação da cevada durante a produção de cerveja.
Auxilia todo organismo, inclusive para casos de desnutrição e falta de vitaminas do complexo B, e também para pessoas que estão em dieta vegetariana ou vegana o resultado do seu consumo frequente inclui um melhor desempenho tanto físico, quanto mental, previne o diabetes, melhora o trato intestinal, fortalece o sistema imunológico, auxilia na prevenção de câncer, fortalece o sistema respiratório, ajudando o corpo a combater gripes e resfriados.
É uma das maiores fontes naturais de vitaminas do complexo B e de proteínas, com a vantagem de não possuir colesterol e gordura, característicos das proteínas de origem animal. Tem efeito benéfico para acne, eczema e psoríase, além de ajudar a manter a saúde, das unhas, cabelos, olhos, boca e do fígado, dentre outras.
Contém um alto valor nutricional por ser rico em minerais como ferro, fósforo, magnésio, potássio, cromo, zinco e vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B6, B5, ácido fólico, biotina). Por ter ação energética, o seu consumo também é indicado a praticantes de atividades físicas, atletas, crianças em fase de crescimento, idosos, gestantes e doentes em fase de recuperação. Promove a saciedade ajudando na perda de peso,  devido à grande quantidade de fibras e de proteínas que contém.

Conheça alguns benefícios: 👇
✅Melhorar a nutrição do organismo
✅Aumentar consumo proteico
✅Aumentar suporte de vitaminas do complexo B
✅Melhorar o desempenho físico
✅Melhorar o desempenho mental
✅Fortalecer o sistema imunológico
✅Contribuir com a prevenção do câncer
✅Regula os níveis de açúcar
✅Ajuda a diminuir o colesterol
✅Promove a perda de peso
✅Melhora a pele

Saccharomyces cerevisae
Apresentação: 400 comprimidos
Fonte:
https://www.bioflora.com.br/levedura-de-cerveja-blue-planet-400-comprimidos 

#levedodecerveja #nutricao #superalimento #bioflora